março 10, 2017 -

Fala, galera! Sejam bem-vindos à minha primeira análise de deck em parceria com a Copag!

Para quem não me conhece, me chamo Felipe Ponce. Jogo pokémon há 11 anos e já disputei diversos campeonatos no Brasil e no mundo. Espero que minhas análises sejam o mais didáticas possíveis e que aprendam muito com a minha colaboração aqui no Blog!

Hoje, vou explicar a vocês o funcionamento do deck de Gyarados! A estratégia é bastante simples, mas a sequência do uso de suas cartas e a delicada administração de recursos é fundamental para se dar bem. Este deck alcançou o segundo lugar no Regional de Sheffield, que rolou no final de semana passado. Portanto, vale a pena conferir de perto a refinada e interessante estratégia usada pelo player!

Primeiro, vamos dar uma olhada na lista abaixo:

 

Pokémon: 12

4x Gyarados AOR #21  (XY7 Origens Ancestrais)

4x Magikarp (Podem ser tanto as da AOR #19 como as da coleção EVO #33 . Eu uso as da EVO porque são mais bonitas, risos)

1x Meowstic EX GEN #37 (XY9.5 Gerações)

1x Mr. Mime BKT #97  (XY8 Turbo Revolução)

2x Shaymin EX ROA #77 (XY6 Céus Estrondosos)

 

Trainers: 44

2x Bola Mergulho / Dive Ball

1x Carga Especial / Special Charge

1x Corda de Fuga / Escape Rope

4x Correio de Treinadores / Trainer’s Mail

4x Enigma do Tempo / Puzzle of Time

4x Explorador VS / VS Seeker

1x Mapa da Cidade / Town Map

4x Resgate do Colega / Buddy-Buddy Rescue

1x Super Bastão / Super Rod

4x Ultra Bola / Ultra Ball

4x Base Secreta da Equipe Magma / Team Magma Secret Base

2x Companheiros de Equipe / Teammates

1x Lysandre

1x N

1x Pokémon Ranger

1x Professor Nogueira / Professor Kukui

4x Professor Sycamore

3x Capacete da Sorte / Lucky Helmet

1x Pedra Flutuante / Float Stone

 

Energias: 4

4x Energias Incolor Dupla / Double Colorless Energy

 

Gyarados TM Secret Base

 

A estratégia não tem muito segredo. O ataque Retaliação Completa do Gyarados causa 30 + 30 por cada marcador de dano que estejam nas suas Magikarp do banco. Graças ao efeito do estádio Base Secreta de Equipe Magma, cada vez que qualquer jogador desce um pokémon no seu banco, este receberá 20 de danos. Portanto, cada vez que você coloca uma Magikarp no seu banco, ela entra com 2 marcadores, incrementando o dano causado pelo ataque Retaliação Completa em 60 de danos. Em um cenário ideal, você terá 3 Magikarp no banco, cada uma com 2 marcadores de dano e um Gyarados na posição de ativo batendo apenas 210 de dano.

Causar 210 de dano com um pokémon que oferece apenas um prêmio ao seu oponente já é um diferencial. Existem poucos decks que conseguem atingir um dano tão alto com pokémon que não sejam EX. Mas como nem tudo o que brilha é ouro, temos que trabalhar muito para manter esse cenário ideal das 3 carpas no banco.

Pense que a cada vez que seu Gyarados ativo é nocauteado, uma das Magikarp tem que adotar a posição de pokémon ativo e posteriormente evoluir para Gyarados. Nesse caso, você já não teria 3 Magikarp no banco: agora, temos apenas duas e o Gyarados ativo estaria batendo 150. Digamos que 150 é um dano mais que razoável, porém, incapaz de nocautear os EX mais fortes. Portanto, a cada vez que um Gyarados é nocauteado, temos que trabalhar para manter a quantidade de 3 Magikarp atrás. Para manter essa quantidade de Magikarp, o item Resgate do Colega permite recuperar um pokémon do descarte direto para sua mão. Mas, cuidado: você tem que descer a Magikarp se o estádio Base Secreta da Equipe Magma estiver na mesa. Caso contrário, não poderá descer a Magikarp, já que ela não receberá os danos. Não é à toa que o deck possui 4 cópias desse estádio fundamental para sua estratégia.

 

TeammatesLucky Helmet

 

Outra carta indispensável para levar o Gyarados até a vitória é o apoiador Companheiros de Equipe. Ele permite procurar duas cartas no seu deck, caso um pokémon seu tenha sido nocauteado no último turno do seu rival. Normalmente, é preciso ter 4 cartas em sua mão para ter uma sequência de ataques efetiva: 1 Energia Incolor Dupla (para executar o ataque), 1x Gyarados (para evoluir em seguida), 1x Resgate do Colega (Para recuperar o Magikarp que foi nocauteado) e 1 Base Secreta da Equipe Magma para descer a carpa caso o seu oponente além de ter nocauteado seu Gyarados, tenha quebrado o seu estádio. Com ajuda do apoiador Companheiros de Equipe, você sempre pode procurar aquelas cartas exatas que não se encontrem em sua mão e assim não deter o ataque dos Gyarados.

A última carta que fecha a explicação desse combo é o Capacete da Sorte. Ela é uma ferramenta que se ativa caso o pokémon que a carrega receba um dano. Se isso acontecer, no ato você compra duas cartas. Gyarados possui uma “Ancient Trait” chamada Double que permite carregar duas ferramentas de pokémon ao invés de apenas uma. Graças ao efeito dela, ele pode carregar dois Capacetes da Sorte. E por que explicar essa parte é fundamental? Pois bem: na explicação da carta Companheiros de Equipe, vale lembrar que é necessário haver sempre 4 cartas exatas para manter uma sequência de ataques saudável. Gyarados sempre teve um enorme problema para derrotar qualquer oponente. Quando você ficava por 2 prêmios o seu oponente fazia N em você e nocauteava seu pokémon ativo. A carta N todo mundo sabe o que faz – e se ainda não souber, pesquise! ela é uma das cartas mais importantes do jogo, precisa saber o seu efeito de memória, ok?

Continuando… Após o N, você fica somente com 3 Magikarp na mesa e apenas duas cartas na mão. Este cenário não é muito favorável, mas um dia alguém teve a brilhante de ideia de incorporar os Capacetes da Sorte e voilá! Em um cenário de final de jogo, mesmo que seu oponente faça “N”, você vai comprar duas e em seguida ele vai te bater, o que te leva a comprar 4 cartas graças aos Capacetes da Sorte. Se considerarmos também a carta que comprada do turno, ficamos com uma mão de 7 cartas para jogar. Ao final do jogo, tendo filtrado o seu baralho diretinho, é impossível que você não consiga devolver o nocaute.

 

Tendo explicado então a importância de algumas cartas na estratégia principal desse deck, é hora de comentar sobre outras cartas que eu, particularmente, considero bem importantes:

  1. Meowstic EX:  Não é todo mundo que usa, mas considero um pokémon excepcional. Sua habilidade Orelha da Sombra pode ser utilizada apenas caso o Meowstic se encontre na posição de pokémon ativo e permite movimentar 1 marcador de dano que se encontre na sua mesa para a mesa rival. Além de ajudar na hora de enfrentar outro deck de Gyarados – já que podemos movimentar um marcador e nocautear a Magikarp do banco rival – lembremos que Gyarados consegue bater somente 210; nem mais, nem menos. Lembrando que 210 é um dano altíssimo, mas não o suficiente para nocautear Mega Rayquaza ou Darkrai EX com Cinto de Luta Furiosa carregado. Ambos possuem 220 de HP e mesmo que o Gyarados ataque bem forte, não tem fôlego para derrubar esses caras. Pois bem, a habilidade Orelha da Sombra permite fechar a conta e eliminar ambos pokémon.

 

  1. Mr. Mime / Giratina Promo: Para proteger o nosso banco de inimigos indesejados, temos essas duas opções. Mr. Mime tem a habilidade Barreira de Banco, que evita qualquer dano realizado aos pokémon do seu banco pelos ataques do rival. Gyarados pode ser todo poderoso, estrela de cinema e tudo mais, mas um simples Spinda da coleção Conflito Primitivo consegue deixar você no maior aperto. Spinda possui um ataque chamado Tumulto que pode causar 10 de dano a todos os pokémon do rival. Incrivelmente, muita gente teme o Gyarados e incluem o Spinda nas suas listas, já que abrindo mão de apenas uma carta na sua lista, eles ganham uma vantagem inacreditável. Outro exemplo de pokémon que ataca no banco é o Hoopa da coleção Cerco de Vapor, que causa 20 de dano em 2 pokémon e costuma ser a escolha daqueles que jogam com decks psíquicos. Por outro lado, temos a Giratina Promo, um pokémon que possui uma habilidade que bloqueia outras habilidades de pokémon TURBO. Ela estaria no baralho para bloquear a habilidade de Greninja Turbo, o qual causa 60 de danos em qualquer pokémon. Assim o Greninja sempre consegue uma troca de prêmios favorável, podendo nocautear suas Magikarp do banco sem muita dificuldade. Entre essas duas cartas, minha opção é o Mr. Mime, já que além do Greninja estar cada vez menos presente no formato, muitos estão utilizando o estádio Laboratório do Silêncio, uma carta que bloqueia habilidades de básicos. Portanto, a Giratina não teria muito efeito. Sua velocidade também pode ser sua vantagem contra Greninja Turbo, podendo nocautear muito mais rápido que seu oponente. Por isso, conseguimos abrir mão da Giratina tranquilamente, mas lamentavelmente não podemos jogar sem tech para a proteção do banco. Eu, particularmente, não aceito chegar no campeonato e perder para alguém que jogue 1 Spinda, não senhor, hehe.

 

Em resumo, este deck tem como matches favoráveis todos aqueles decks que possuem EX de atacante principal, já que é possível manter sempre uma troca de prêmios. Exemplos: Mega Mewtwo, Volcanion, Yveltal, Mega Rayquaza (esse último você consegue ganhar uma ampla vantagem graças ao Meowstic EX).

E como desfavoráveis, aqueles decks que podem nocautear mais de um pokémon do seu banco usufruindo das suas habilidades ou de ataques que causem danos em mais de algum pokémon. Exemplo: Decidueye GX, Greninja Turbo.

 

Agora, recomendo que assistam a minha gameplay lá no canal da Poke Paradise mostrando esse deck em ação. No vídeo, o meu rival me enfrenta com os 3 decks que se encontram mais presentes no formato hoje em dia: Volcanion, Mega Mewtwo e Yveltal/Tauros. Vão ver que a vantagem é muito grande, mas precisa saber administrar seus recursos, já que qualquer movimento em falso e qualquer carta que você utilize em uma sequência errada podem ser fatais.

Meu rival da vez é nada mais, nada menos, que Gabriel Modesto! Se você acompanha os vídeos do Tiusam saberá quem ele é.

 

Então é isso aí, galera. Se você curtiu ou se você ficou com alguma dúvida, comente por aqui ou pelos comentários do vídeo no YouTube. Eu sempre procuro responder a todos assim que possível. Muito obrigado e até mais!

Tag: , , ,
  • Victor Saba

    O bom filho a casa torna