agosto 13, 2019 -

Olá, pessoal! Hoje retorno ao blog para tratarmos das próximas mudanças no mundo do Pokémon TCG. A temporada 2019-2020 já começou com as últimas chances de utilizarmos as cartas pertencentes às coleções Sol & Lua 1 a 4, pois a partir de 15 de agosto já teremos a rotação na qual as cartas válidas para o formato Standard serão apenas as de Sol & Lua 5 – Ultra Prisma em diante. Ao mesmo tempo em que essa mudança acontece, a coleção Sol & Lua 11 – Sintonia Mental foi lançada em 02 de agosto e passa a ser válida no primeiro dia do Pokémon Worlds Championships.

Para os mais novatos, deixe-me explicar o grande impacto que isso trará para o metagame e para o campeonato mundial. Desde que a Pokémon Company reestruturou o sistema de torneios (Regionais, Internacionais, Special Events e Mundial) o Pokémon Worlds Championships sempre representava o torneio com o maior número de coleções válidas, pois englobava tudo que havia sido lançado até aquele momento, além de contar com uma coleção que acabava de se tornar válida, trazendo um adicional ao meta ao qual já estávamos habituados. Agora, o mundial será O PRIMEIRO torneio pós-rotação e com uma coleção totalmente nova passando a ser válida no dia da competição, o que o transformará em um torneio muito mais imprevisível e divertido de jogar e assisti

Preparando-se para o impacto da rotação

A rotação para os próximos torneios do formato standard impacta fortemente o metagame futuro, pois perdemos 4 expansões (SM 1 a 4), uma minicoleção (Lendas Luminescentes) e diversas promos.

Competitivamente falando, este é o momento de começar a estudar as cartas que permanecem válidas, as que chegam com a coleção futura e pré-estabelecer ideias para os torneios, testar “engines”, decks e treinar o máximo possível. Aqui é válido ressaltar a importância de compartilhar ideias e discutir com outros jogadores essas questões. Não é um processo individual, mas compartilhado. Então, procure sempre um amigo ou algum jogador envolvido no competitivo para conversar, treinar e trocar opiniões e conhecimento.

Observações para o formato Standard até o momento

Tudo que disse anteriormente nada mais é do que a maneira como estou abordando as mudanças do formato. Tenho analisado a rotação e o meta do Worlds pelas últimas semanas e até o momento elenquei alguns pontos que compartilharei aqui com vocês. Vamos a eles:

Principais pontos sobre as cartas que deixam o formato:

 Zoroark-GX rotaciona!: A rotação desta carta elimina completamente o deck e, por consequência, todos os decks que tinham no Zoroark uma badmatch passam a poder ver a luz do dia com mais tranquilidade. Muitos Pokémon com 120 de HP podem se tornar viáveis sem esta ameaça, assim como Pokémon com fraqueza a Pokémon noturnos.

Ball search limitada: Com a rotação nós perdemos: Bola de Ninho, Ultra Bola, Bola Tempo, Grande Bola e Poke Bola. Com tantas perdas de buscas de Pokémon no baralho, torna-se muito mais difícil realizar o setup (montagem) dos decks. Cartas como Aula do Professor Elm, Bola Tela, Comunicação Pokémon, Ultra Espaço, Tesouro Misterioso e Radar Eletromagnético passam a ser mais relevantes na filtragem e busca de Pokémon no deck.

Dragões, Psíquicos, Elétricos e GXs saem na frente: Como mencionei anteriormente, com a limitação de buscas, alguns tipos de Pokémon acabam favorecidos pois ainda contam com cartas que podem buscá-los no baralho. Neste caso, Tesouro Misterioso para Dragões e Psíquicos, Radar Eletromagnético para Elétricos e a Bola Estima lançada na coleção Sintonia Mental para todos os Pokémon GXs.

Sem Guzma!: A rotação também retira do formato a carta Guzma, o que muda totalmente o jogo. Isso significa que os Pokémon no banco estão muito mais seguros do que antes e não podem mais ser “puxados” para a posição de ativo com tanta facilidade. Ainda temos algumas cartas que farão este efeito, como Pegador Personalizado e Ninetales (TEU-16), mas nada tão simples quanto Guzma ou o antigo Lysandre. Assim, decks que dependem da construção dos Pokémon no banco passam a ser mais viáveis. Esta, para mim, é a maior mudança do formato.

Adeus, Marshadow (SLG 45): Uma das cartas mais antijogo já lançadas, Marshadow deixa o formato junto com a coleção Lendas Luminescentes. Sem esta carta capaz de destruir qualquer turno 1 dos jogadores, os decks que necessitam de um número maior de cartas para funcionar também podem se destacar.

Energia Incolor Dupla e modificadores de dano: Perdemos a melhor energia presente no jogo. A Energia Incolor Dupla viabilizava diversos decks e, sem ela, várias estratégias deixam de existir. Além disso, perdemos diversos modificadores de dano, como Faixa da Escolha e Professor Nogueira, o que torna os Pokémon-GX (principalmente os Aliados) ainda mais fortes. A matemática do jogo passa a ser outra, completamente.

Tapu Lele-GX: Uma das cartas mais importantes do bloco Sol & Lua, Tapu Lele –GX nos deixa, mas seu sucessor Dedenne-GX permanece fazendo um trabalho talvez tão bom quanto. A perda é sentida, mas existe alternativa a ela.

Ventilador de Campo, Maca de Resgate, Acerola e Poção Máxima: Por fim, 4 cartas bastante relevantes. Acerola e Poção Máxima estão fora da equação, o que pode dificultar a aparição de decks de controle (menos Shedinja). Maca de resgate também se vai, deixando Valentia do Brock como uma alternativa menos poderosa para a recuperação de Pokémon. Ventilador de Campo deixa o formato e as ferramentas Pokémon passam a ser mais importantes e difíceis de serem removidas, já que nos restam apenas Fábio. Farfetchd (TEU 127) e Laboratório do Lysandre para “cancelá-las”.

Inicialmente esses são os pontos mais importantes da rotação. O lançamento de Sintonia Mental também acrescenta muitas variáveis ao mix de cartas que compõem o formato Standard. Além dos itens descritos acima, acredito que o jogo esteja se encaminhando ainda mais para um metagame dominado por Pokémon Aliados (TagTeam).

Testes para o novo formato: por onde começar?

Com um sistema de jogo favorecendo tanto os Pokémon-GX (eles ganham até uma poção exclusiva na nova coleção!), principalmente os Pokémon Aliados, é natural que os decks que já eram fortes pré-rotação mantenham-se fortes no pós-rotação também, já que não temos mais Faixa da Escolha e receberemos uma Ball search exclusiva (Bola Estima) para eles.

Assim, não é necessário muito esforço para percebermos quais decks saem na frente e permanecem jogando, pois sofrem muito poucas perdas ou até mesmo novas vantagens devido às mudanças no formato. Assim, aqui vão meus “Top Contenders“ para testes iniciais pós-rotação. Se você não pretende jogar com eles deve, pelo menos, tentar derrotá-los.

Reshizard da Green

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Pokemon – 7

4 Volcanion UNB 25
3 Reshiram & Charizard-GX UNB 20

Treinadores – 41

4 Soldadora UNB 189
4 Desbravamento da Green UNB 175
4 Pokegear 3.0 UNB 182
4 Pegador Personalizado LOT 171
4 Mistura de Ervas LOT 184
3 Grande Poção
3 Cristal de Fogo UNB 173
2 Sílex-de-Fogo DRM 60
2 Substituição CES-147
1 Fábrica de Calor Estrela Prisma LOT 178
2 Usina Elétrica UNB-183
1 Estratégia do St. Surge UNB-178
1 Análise do Bill TEU-133
1 Fornalha Gigante (UMI
3 Bola Estima
2 Carimbo de Recomposição

Energias – 12
12 Energia de Fogo

Esta build de ReshiZard era considerada uma alternativa à build com Jirachi, porém com a rotação ela é a que menos perde fôlego e, portanto, passa a ser mais poderosa. O card Desbravamento da Green passa a ter um power level muito maior que no formato anterior e, como o deck abusa do efeito deste card, passa a ser mais viável.
Seu poder vem de sua consistência e OHKO. O deck tem um plano simples: usar o Volcanion como starter para montar os Pokémon Aliados em campo e buscar os nocautes. Reshiram & Charizard-GX passa a ser um verdadeiro tank devido ao seu PS alto e diversas cartas de cura como Grande Poção e Mistura de Ervas, todas buscáveis com Green. Para lidar principalmente com Pikrom e DarkBox, Usina Elétrica é crucial em momentos em que o oponente precisa utilizar habilidades de Pokémon como Zeraora-GX, Dedenne-GX e Weavile-GX.

PikaRom

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Pokemon – 12

2 Pikachu & Zekrom-GX TEU 33
2 Zeraora-GX LOT 86
2 Dedenne-GX UNB 57
2 Jirachi TEU-99
1 Zapdos TEU 40
1 Tapu Koko Prism Star TEU 51
1 Mewtwo & Mew-GX
1 Raichu & Alolan Raichu-GX

Treinadores – 36

4 Lilian SUM 122
4 Eletropoder LOT 172
4 Pegador Personalizado LOT 171
3 Radar Eletromagnético UNB 169
3 Volkner UPR 135
3 Comunicação Pokémon TEU-152
3 Substituição de Energia SUM 117
2 Substituição CES-147
2 Skate de Fuga UPR-122
2 Cíntia UPR-119
1 Substituição de Aliados
1 Montanha Trovejante Estrela Prisma LOT 191
1 Floresta de Viridian TEU-156
1 Carimbo de Recomposição
1 Navegador de Estádio
1 Bola Estima

Energias – 12
12 Energia de Raios

Outro remanescente e talvez atual BDIF (Best deck in the format) em SUM-UNB. O deck sobrevive devido a sua velocidade extrema, pois abusa dos cards de busca para baralhos elétricos (Radar, Volkner). Seu principal objetivo é utilizar o ataque Bombardeio Geral com Pikachu & Zekrom-GX nos turnos 1 ou 2, puxando energias e filtrando o baralho e tomar uma postura opressiva com Relâmpago de Aliados-GX. Um dos poucos deck que ainda podem contar com recuo grátis (Zeraora-GX) e modificadores de dano (Eletropoder).

O deck também recebe a adição de Mewtwo & Mew-GX para copiar os ataques dos Pokémon-GX, corrigindo o “baixo PS” do Pikachu &Zekrom-GX, além do Raichu & Alolan Raichu-GX, que podem nocautear basicamente qualquer ameaça com seu ataque GX bonificado, ou ainda paralisar constantemente o ativo do oponente (não temos mais Guzma!).

Outras mudanças ficam por conta da baixa contagem de Zapdos e Jirachi, pois estes Pokémon não são mais tão facilmente buscáveis devido à queda das Ball search mencionadas anteriormente.

Malamar GiraChomp

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Pokemon – 17

4 Inkay FLI 50
4 Malamar FLI 51
2 Giratina LOT 97
3 Jirachi TEU 99
1 Mew UNB-76
2 Giratina & Garchomp-GX
1 Dedenne-GX UNB 57

Treinadores – 33

4 Lilian SUM 122
4 Cíntia UPR 119
4 Tesouro Misterioso FLI 113
4 Pegador Personalizado LOT 171
3 Substituição SUM 132
3 Floresta de Viridian TEU 156
3 Comunicação Pokémon TEU-152
2 Skate de Fuga UPR 122
2 Talismã de Feitiço LOT-190
2 Bicicleta Acro CES-123
1 Carimbo de Recomposição
1 Bola Estima

Energias – 10

7 Energias Psíquicas
3 Energias Lutadoras

Malamar sempre foi um ótimo deck, mas seu potencial era sempre ameaçado pelo excesso de “gust effects” como Guzma, Corda de Fuga, Lycanroc-GX e também por Zoroark-GX, seu maior inimigo. Com tantas ameaças fora do caminho, Malamar tem tudo para se manter e talvez até se destacar ainda mais como um dos melhores decks do formato.

Este arquétipo continua forte porque mantém suas buscas (Tesouro Misterioso), possui um atacante “infinito” (Giratina), consegue abusar da conhecida “Jirachi engine” (Jirachi ativo, Desejo Estelar, Skate de Fuga/ substituição, recua) e ainda recebeu um atacante Aliados de peso, Giratina & Garchomp-GX, que por ser do tipo Dragão também pode ser buscado com Tesouro Misterioso. O objetivo do deck é evoluir os Malamar no banco e utilizar suas habilidades para preparar atacantes constantemente, de acordo com a situação. Apesar de ser um deck de setup, também é extremamente rápido. As mecânicas de Tesouro Misterioso e Pokémon Communication se completam muito bem, permitindo que encontrar os Pokémon necessários não seja um problema. A Floresta de Viridian completa o combo e ajuda no descarte de Giratinas e energias psíquicas. O novo Aliados Giratina & Garchomp-GX comba muito bem com a habilidade da Giratina, e tudo se complementa com os danos causados pelos Talimã de Feitiço eventualmente em jogo.

Bônus: Dark Times are coming?

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Por fim, um bônus. Um dos decks que me chamou muita atenção recentemente foi o mais novo DarkBox. Este é um conceito totalmente novo que chega junto com a coleção Sintonia Mental. A ideia é simples: trazer o máximo de energias noturnas para o campo o mais rápido possível utilizando a habilidade do Sharpedo UNB-111 e movê-las com a habilidade do Weavile-GX (permite mover as energias noturnas como quiser em campo). Assim, é possível montar atacantes Aliados com mais facilidade. O principal deles: Umbreon & Darkrai-GX. Seu primeiro ataque causa 150 pontos de dano e 60 pontos de dano num Pokémon-GX ou EX no banco do oponente. Seu ataque GX não permite que o oponente utilize cartas de Treinador no turno seguinte, porém, quando utilizado com 6 energias, nocauteia absolutamente qualquer Pokémon ativo, independente de seu PS. Greninja & Zoroark-GX é o outro atacante. Com um ataque de “dano infinito”, pode ser a chave para causar um nocaute grandioso e ainda manter as energias distribuídas entre os Pokémon no campo. Mewtwo & Mew GX é o atacante versátil, com fraqueza diferente e possibilidade de utilizar os ataques de todos os nossos Pokémon-GX em campo ou na pilha de descarte. O deck se complementa com o estádio Cidade Escura, que permite básicos do tipo noturno recuarem gratuitamente.

Pokemon – 19

3 Carvanha UNB 110
3 Sharpedo UNB 111
2 Umbreon & Darkrai-GX
1 Mew UNB 76
1 Ditto ♢ LOT 154
2 Sneasel CES 86
2 Weavile-GX
1 Dedenne GX UNB 57
1 Absol TEU 88
1 Darkrai ♢ UPR 77
1 Greninja & Zoroark GX UNB 107
1 Mewtwo & Mew GX

Treinadores – 28

2 Cidade Escura
3 Aula do Professor Elm LOT-188
1 Mercado Negro Estrela Prisma TEU-134
4 Pegador Personalizado LOT 171
2 Carimbo de Recomposição
4 Comuniação Pokémon TEU-152
3 Bola Estima
4 Cíntia UPR 119
3 Pokegear 3.0 UNB 182
2 Lilian SUM 122

13 Energias Noturnas

Galera, por hoje é só. Existem muitos outros deck ainda para testarmos, Rowlet & Alolan Exeggutor GX, Keldeo-GX, BeastBox, etc. Minha recomendação continua a mesma: tente se reunir com os amigos e jogar, conversar e debater opiniões e ideias. Fiquem de olho na coleção que acaba de aparecer por nossas terras tupiniquins.

Até a próxima!

 

 

 

 

Tag: , , , ,