julho 1, 2015 -

Por Edgar Shinagawa

Olá, pessoal! Este final de semana a loja Anime Toys, em Sorocaba, fez um torneio de reinauguração. Fui convidado para jogar e aceitei prontamente. Fazia tempo que não disputava um torneio e, mesmo que nos últimos tempos tenha atuado como juiz, eu gosto de jogar e estava sentindo falta de disputar algumas partidas mais “a sério”.

Como não tinha muito tempo para testar e muito menos conhecimento do metagame, resolvi que iria usar um deck fora do comum. Buscava algo diferente, exótico. Até que olhei para a figura de Blastoise que fica sobre minha mesa e pensei: “Por que não?”. Quem me conhece sabe o carinho que tenho pelo deck de Blastoise, que me rendeu todos os títulos que tenho no Pokémon TCG.

Passei a pensar e procurar uma lista de Archie’s e Blastoise. Já mencionei uma aqui no blog, mas com alguns megas presentes no formato, não me sentia confiante em usar Black Kyurem. Passei a procurar mais listas na internet, até me deparar com um vídeo no YouTube. A lista não tinha cartas da Roaring Skies e ainda utilizava Trump Card, mas fiz alguns ajustes e usei o seguinte deck no torneio – eu o chamo de Speed Toise: 

BlastoisePokémon (11):
2x Blastoise (BW Tempestade de Plasma)
2x Jirachi-EX (BW Explosão de Plasma)
2x Exeggute (BW Congelamento de Plasma)
4x Keldeo-EX (BW Fronteiras Cruzadas)
1x Mewtwo-EX (BW Legendary Treasures) 

Trainer (38):
4x Professor Sycamore
2x Archie’s Ace in the Hole (Ás na Manga de Archie)
1x N
1x Lysandre
1x Teammates (Companheiros de Equipe)
4x Ultra Ball (Ultra Bola)
4x VS Seeker (Explorador VS)
4x Battle Compressor (Compressor de Batalha)
4x Bicycle (Bicicleta)
4x Acro Bike (Bicicleta Acro)
4x Trainer’s Mail
4x Superior Energy Retrieval (Recuperação de Energia Superior)
1x Computer Search (Pesquisa no Computador) 

Energy (11):
11x Water (Água) 

Total = 60 cartas

 

KeldeoO que mais me atraiu neste deck foi o uso de Keldeo-EX e Mewtwo-EX. Quem jogou no formato BW-BCR, lembra-se bem da primeira versão do deck de Blastoise. A estratégia consistia em colocar 6~7 energias no Keldeo-EX (causando 170~190 de dano) e 3 no Mewtwo-EX no banco, dando um xeque-mate no oponente – já que a única coisa que nocauteava um “Super Keldeo” era um Mewtwo-EX (ou Rayquaza-EX, da DRX, que via pouco jogo na época). No formato atual, isso não poderia ser feito, visto que temos muitos outros Pokémon capazes de eliminar um Keldeo gigante, mas não era por isso que eu deixaria de usar o deck. Afinal, era como se fosse uma “despedida” do Blastoise.

Graças ao Cassiano “Chuck” e ao Ian, pude pegar as cartas que eu não tinha. E assim jogamos o torneio. Abaixo, segue um mini-report do mesmo:

 

Round 1 – Ian Fukuda – Mewtwo/Bats

No primeiro jogo eu demorei para montar o Blastoise e perdi rapidamente. Mas no segundo, consegui montar Blastoise no primeiro turno, sendo capaz de colocar pressão no Ian. Ele até tentou eliminar a tartaruga, mas eu consegui colocar outra em campo e ganhei. Na terceira, o tempo acabou e empatou.

0-0-1

 

TrevenantRound 2 – Gustavo Wada – Fairy Toolbox

Comecei o jogo e, no primeiro turno, já coloquei Blastoise em campo e algumas energias no Keldeo. No segundo turno, o Keldeo já estava batendo 190, mas o Gustavo conseguiu levar ele com um Trevenant-EX. Mesmo com meu oponente usando N, consegui energizar meus atacantes, graças à enorme quantidade de itens de compra no deck, fechando o game 1.

No game 2 eu brinquei: “Deixa eu começar, senão vou matar um EX seu no meu T1”. O Gustavo não aceitou e começou a partida. No meu primeiro turno, fiz um Keldeo-EX com 7 energias, levando o Seismitoad-EX dele. O resto, foi um replay do primeiro jogo.

1-0-1

 

Round 3 – Arthur – Landbats

O primeiro jogo montei Blastoise no T2, se não me engano, mas ele baixou Silent Lab e acabou ficando sem poder usar Shaymin-EX, travando o próprio jogo. No segundo jogo, brinquei da mesma forma que com o Gustavo, mas dessa vez o Arthur deixou eu começar mesmo, hahaha… Para a sorte dele, eu realmente consegui montar Blastoise no T1 e descer 6 energias em campo! Contra um começo destes, ele não teve muito o que fazer.

2-0-1

 

Round 4 – Pedro Galera – Groudon

Logo que ele abriu de Wobbuffet, eu já sabia que era auto-loss. Não tinha absolutamente nada que eu pudesse fazer, exceto tentar ficar puxando os Wobbuffet com Lysandre para forçar ele a gastar os Switch. Não deu, em nenhum dos dois jogos.

2-1-1

 

DonphanRound 5 – Leo – Donphan

No primeiro jogo ele começou e, no meu turno, vi que daria para fazer Blastoise. Mas fiz a jogada errada e acabou sobrando uma carta que não deveria na mão, me impedindo de descer a tartaruga e começar o ataque. Consegui usar vários Lysandre para nocautear todos os Donphan, mas no fim, a Hawlucha levou o jogo. No segundo jogo eu consegui usar Lysandre várias vezes novamente, mas desta vez usei Blastoise para atacar, minimizando o dano (já que ele não toma o bônus do Fighting Stadium) e inutilizando Hawlucha. Consegui ganhar. Já no game 3, ele abriu super mal, mas faltou uma energia para eu atacar logo no começo. O tempo acabou e faltou um turno para nocautear um único robô que se encontrava no campo adversário.

2-1-2

 

Conclusão

Gostei bastante de usar este deck. Posso dizer que é a variação mais divertida de Blastoise que já usei. Consegui montar o jogo no primeiro turno diversas vezes, tendo inclusive nocauteado um EX logo no começo do jogo. Enfim, Speed Toise é bastante rápido, mas possui diversas fraquezas (Silent Lab, Wobbuffet, Garbodor e Groudon são auto-loss).

MewtwoDa lista utilizada, eu mudaria algumas coisas:

-1 Teammates (Companheiros de Equipe)
-1 Jirachi-EX
-1 Keldeo-EX 

+1 Kyurem (BW Vitórias Nobres)
+1 Shaymin-EX
+1 Mewtwo-EX 

Não usei Teammates uma única vez. Todas as vezes que eu tinha oportunidade de usá-la, preferia um Lysandre. Jirachi-EX é bom para pegar o Archie, mas Shaymin-EX faz falta para um turno mais explosivo ainda.

4 Keldeo-EX é desnecessário e um segundo Mewtwo-EX ajudaria mais. Já Kyurem faria um grande estrago contra morcegos e Night March.

No fim, fiquei bastante feliz com o resultado do deck. Um pouco desapontado por não ter obtido uma colocação melhor no torneio, mas com a sensação de “dever cumprido” ao fazer essa última homenagem ao meu deck preferido, que muito provavelmente irá ser rotacionado após o Mundial.

Bem, pessoal, é isso! Espero que tenham gostado. Deixem suas dúvidas, críticas e sugestões aí nos comentários e até a próxima! 😉